Rodovia Anel Viário Nº 1800C Messejana Fortaleza,CE
A tendência começa a chegar em nosso país
Caminhões elétricos tomando espaço no mercado

Na Europa está cada vez mais comum a utilização de caminhões movidos a eletricidade, e essa tendência começa a chegar em nosso país. No final do ano de 2019, a montadora Volkswagen anunciou o plano para produção e vendas de caminhões elétricos no Brasil, com previsão de início para 2020.

Mas, isso não é algo novo no mercado, no ano de 2009 a empresa Renault Trucks foi a pioneira a lançar veículos para transporte de carga movidos a eletricidade. Com tudo isso, você conhece bem do assunto? Se não, confere alguns diferenciais, vantagens e desvantagens que caminhões elétricos têm a oferecer.

Principais vantagens de caminhões elétricos

Diminuição da poluição: atualmente um dos assuntos mais pautados em todo o mundo, é a preservação do meio ambiente. Pensando nisso, as montadoras estão cada vez mais focadas em abordar esse tema e criaram alternativas mais sustentáveis para o meio ambiente. A energia gerada para carregar as baterias desses caminhões vem de usinas termelétricas e mesmo assim, são gerados resíduos bem inferiores a automóveis movidos por outros combustíveis fósseis. Além disso, falando de poluição sonora, caminhões elétricos são bastante silenciosos.

Manutenção e operação menor: em comparação ao preço do combustível em nosso país, a eletricidade passa a ser mais vantajosa em equiparação ao KM rodado. E falando de manutenção mais em conta, destacamos a parte mecânica, pois os motores elétricos não fazem a combustão e diminuem o desgaste de peças, tornando algo mais fácil.

Desempenho: motores elétricos tem uma eficiência bem maior que motores a combustão, podendo chegar até 90% de eficiência. Os motores movidos à combustão chegam apenas no seu máximo de 40% e com o conjunto da necessidade do câmbio, a eficiência pode ser até menor.

Principais desvantagens de caminhões elétricos

Autonomia: um tanque de combustível armazena mais energia que uma bateria. Por conta de sua densidade, a bateria tem uma capacidade menor que um tanque. Exemplificando, para a bateria ter melhor autonomia, teria que ter um tamanho bem maior em capacidade de volume, mas aumentaria o tamanho do caminhão e elevaria o consumo de energia.

Durabilidade da bateria: Os caminhões movidos a eletricidade tem uma durabilidade menor. Por suas baterias serem de lítio, existe um grande problema, com o passar do tempo elas diminuem sua capacidade de carga em até 10% ao ano, assim fazendo que se torne inviáveis em um curto período, cerca de 5 anos.

Pontos de recarga: Por ser algo “novo” no Brasil, as rodovias e estradas do país não tem uma grande variedade de pontos de recarga. Pela autonomia de 120 e 350 quilômetros, em alguns momentos podem deixar o caminhoneiro na mão.

Deixe um comentário